"A liberdade é um luxo a que nem todos se podem permitir." (Otto Bismark)

"O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons." (M. Luther King)

"Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente." (Jiddu Krishnamurti)

"Ninguém está obrigado a cooperar em sua própria perda ou em sua própria escravatura, a Desobediência Civil é um direito imprescindível de todo o cidadão!" (Mahatma Ghandi)

"Alguns homens vêem as coisas como são e dizem "Porquê?". Eu sonho com as coisas que nunca foram e digo "Porque não?" (George Bernard Shaw)

“Não há covardia mais torpe que a covardia da inteligência, a burrice voluntária, a recusa de juntar os pontos e enxergar o sentido geral dos factos.” [Olavo de Carvalho]

Nota:

Este blog não obedece nem obedecerá a qualquer acordo ortográfico que seja um atentado à identidade do País

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Todos os Maus do mundo

Agora que também Khadafi decidiu passar para o mundo dos mais, quais são os autênticos Maus com os quais podemos ainda contar?

Eis uma breve lista, para não esquecer que o Mal tem de ser combatido e derrotado, sempre e em qualquer lugar, mesmo que não seja Mal, não interessa: é o princípio que conta.

Os Maus mais Maus


Mahmud Ahmadinejād

Claro está: em primeiro lugar o Presidente da República Islâmica do Irão.
As culpas dele não têm fim: quer ter energia nuclear e, quem sabe, talvez construir uma bomba atómica, tal como já fez na mesma região Israel. Com a diferença de que Israel é Bom, enquanto o Irão é Mau.
Mas porquê Israel e Bom e o Irão é mau? Porque sim.

A seguir: o Irão tem um sistema bancário que não está baseado sobre os juros, o que é loucura, não pode funcionar e deve ser abatido antes que comece a espalhar-se. Além disso, o banco Central de Teheran é um dos poucos que ainda não caiu nas mãos dos Rothschild, uma situação que deve ser corrigida e depressa também.

O Irão tem petróleo e gás, só que Ahmadinejad não quer vende-los em Dólares: só por isso deveria ser crucificado ou, pelo menos, morto após um razoável período de sofrimento.

Suprema heresia, Ahmadinejad várias vezes indicou os Estados Unidos como principal fonte dos problemas do Mundo.

Como se tudo isso não bastasse, Ahmadinejad é muçulmano, coisa já por si bastante grave, sendo todos os Muçulmanos maus e terroristas.


Bashār al-Asad

Este homem tem os dias contados. E porquê? Porque é Mau.

Chefe de Estado da Síria, não deu problemas ao longo de muitos anos.
Mas um dia, alguém lembrou-se: "al-Asad é Mau!".
E de facto é muito, muito mau.

Principal culpa dele é aquela de massacrar o próprio povo, que deseja apenas uma coisa: liberdade. Ou melhor: democracia. Não é bem a mesma coisa.
A melhor explicação é que, após ter trabalhado anos em paz, al-Asad acordou um dia assim, já todo mau, e começou a matar pessoas.

Os Sírios não têm medo e continuam a travessar a fronteira com o Iraque para manifestar em Damasco, contra o tirano. Na verdade nem são Sírios e estão armados também, mas não importa, a sede de democracia não conhece fronteiras.

Para mostrar a abismal maldade do regime, os media ocidentais até criam vídeos falsos, o que é correcto pois todo o Mundo tem que perceber qual o sofrimento dos Sírios inocentes.

Hillary Clinton, a paladina da Paz, já ofereceu o fim das hostilidades, sendo suficiente por isso assinar um tratado de paz com Israel (que é Bom); mas al-Asad é casmurro além de Mau, e recusou.
Por isso irá morrer em breve: o justo fim de todos os Maus.


ʿAlī ʿAbd Allāh āleh

Outra pessoa com uma esperança de vida bastante reduzida.
Presidente do Yemen, segundo os media ocidentais tem como passatempo o assassinato de civis indefesos, o que demonstra bem o grau de Maldade.

Cúmplice a distância, as coisas no Yemen não são muito claras: Washington acusa o Yemen de ter bases de Al-Qaeda, pelo que Saleh daria apoio a estes ex-Maus; mas, ao mesmo tempo, Saleh é atingido por um disparo de lança-foguetes, arma que, admitimos, é difícil pertencer a cidadãos indefesos.

Sendo o Yemen um produtor de petróleo (na prática, o único recurso do País), é provável que seja alvo duma próxima intervenção humanitária ocidental. No qual caso, Saleh teria os dias contados.

Dito entre nós: tem uma cara bem pouco simpática. 


Qābūs bin Sa
ʿīd Āl Saʿīd e Hamad bin Isa Al Khalifa


Estes ainda não são Maus, sendo fieis aliados dos Estados Unidos.

E que sejam fiéis não há dúvida: têm petróleo que é explorado por companhias ocidentais. O que é a melhor prova de amor.

Só que os tempos mudam e um fiel aliado hoje pode tornar-se um bom Mau amanhã: Tunísia e Egipto ensinam.



Por enquanto Al-Said (Oman) e Al-Khalifa (Bahrain) passam o tempo matando cidadãos em desacordo com as políticas dos regimes, no futuro podem ficar atropelados pelo vento de mudanças que sopra na região deles.

Muito depende do papel dos media. Estes, não tendo recebido ordens em contrário, têm ignorado bastante os acontecimentos destes dois longínquos Países, deixando que as pessoas morram na máxima descontracção, massacradas pelos próprios exércitos.

Mas, como já lembrado, as coisas podem mudar.

Nas imagens: As-Khalifa em cima, Al-Said em baixo.



Vladimir Putin

Putin, Rei da Rússia, é um pouco Mau e um pouco Bom. Depende dos dias.
Herdeiro da inglória União Soviética, trabalha para alcançar o antigo esplendor. Mas, não sendo Comunista, tenta encontrar uma nova via, que ainda não está bem definida.

Claro está: a nova via pode tornar-se uma "má" via, e Putin com ela.
Por exemplo: a Rússia tem gás, muito gás que, cedo, irá tornar-se o principal substituto do petróleo. Putin estará disposto a demonstrar o próprio amor à América? Isso é: criará problemas nas exportações ou deixará as companhias ocidentais ditarem as regras do jogo?

E este é apenas um dos exemplos possíveis, pois a Rússia arrisca tornar-se um sério quebra-cabeça por Washington. Mas não já, só com o tempo.

Muito dependerá da habilidade do simpático Vladimir que, é bom lembrar, pode contar com os restos do KGB e do Exercito Vermelho. O que não é pouco.


Hu Jintao

Por enquanto não é mesmo "Mau". É mais "Irritante". Bastante irritante.

Mas o destino dele está escrito nas estrelas da bandeira dos Estados Unidos: será Mau. Aliás, é provável que na altura certa Hu Jintao se torne o Mau mais Mau de todos os Maus da História dos Maus.

Naquele dia começará uma Grande Festa, a maior alguma vez mais vista, e, finalmente, o Mundo conhecerá a Verdadeira Paz. Possível apenas com a extinção do Homem.


Kim Jong-il, Fidel Castro, Hugo Chavez

Este três são Maus de longa data e já bastante esgotados. Aliás, a função deles é mais folclórica do que real.

Kim Jong-iI é o mais divertido, e quando os Estados Unidos não têm outros inimigos no horizonte vão provoca-lo para entreter os povos da Terra.

De saúde precária, Kim será substituído pelo filho, outro Kim: em qualquer caso, a proximidade territorial da China marca o futuro deste regime, que provavelmente será absorvido por Pequim.

Fidel Castro mais do que um "mau" é uma relíquia vivente.

Amigo de Che Guevara, que tantos corações ainda faz palpitar, promoveu o Comunismo na Ilha de Cuba que, como todos os regimes comunistas, torno-se uma "coisa de família".

De facto, Fidel deixou o poder para Raúl, o irmão.

É provável que com a morte de Fidel (que já agora terá mais ou menos uns 120 anos) a Ilha conheça uma lenta abertura aos Sagrados Valores Democráticos do Ocidente.

Hugo Chavez representa o melhor Mau da região sul-americana e, contrariamente aos dois Países anteriores, a Venezuela pode no futuro tornar-se alvo duma qualquer operação humanitária, basicamente porque tem petróleo.

Para encontrar problemas, pode sempre contar com a vizinha Colômbia, feudo de Washington.

Mas por enquanto as atenções mundiais estão concentradas em outros cantos do Mundo, pelo que Chavez é deixado relativamente tranquilo, com os proclamas dele.

Mais do que um Mau ao 100%, Chavez é um "mau" em fase de espera. Mas pode sempre tornar-se útil.
Na última imagem, Chavez fica à esquerda.


Haverá outros Maus?
Há, sem dúvida. Mas são Maus pouco sérios que, por enquanto, não representam ameaças.

Se o nosso desejo for encontrar a provável causa duma futura intervenção humanitária ou até da próxima guerra, aquelas acima são as pessoas que fornecem as melhores garantias de qualidade.


Ipse dixit.

in: http://informacaoincorrecta.blogspot.com

Sem comentários:

Enviar um comentário

Neste Nosso Portugal©2009
 
hit counters